Câmara promove Sessão Solene em homenagem ao dia da Consciência Negra

Instituída oficialmente em 10 de novembro de 2011, a data faz referência ao dia em que Zumbi dos Palmares foi assassinado, 20 de novembro de 1695.

De   Câmara de Vila Vellha
Texto  Diretoria de Comunicação    |    Foto Débora Benaim
01 de dezembro de 2022 às 15h39.

Notícia Câmara promove Sessão Solene em homenagem ao dia da Consciência Negra

A Câmara Municipal de Vila Velha realizou, na noite desta quarta-feira (30), Sessão Solene em homenagem ao Dia Nacional da Consciência Negra, celebrado anualmente em 20 de novembro, dia da morte de Zumbi dos Palmares, líder do Quilombo dos Palmares e ícone da resistência negra no país.

A solenidade proposta pela Frente Parlamentar da Igualdade Racial, contou com a presença de autoridades públicas municipais, estaduais e representantes de entidades e movimentos que lutam pelo avanço das políticas de promoção da igualdade racial em Vila Velha e no Espírito Santo.

A cerimônia foi presidida pela vereadora Patrícia Crizanto (PSB), Presidente da Frente Parlamentar da Igualdade Racial, que dividiu a condução dos trabalhos com o vereador Joel Rangel (PTB), membro da Frente Parlamentar.

Ao fazer a abertura da solenidade, a vereadora Patrícia reforçou o significado da data da Consciência Negra, falou sobre as desigualdades econômicas e sociais entre negros e brancos, e a importância da consciência acerca do racismo em nosso país.

“Infelizmente em muitos espaços só se discutem políticas públicas de promoção da igualdade racial quando chega o mês de novembro, mas nós temos que lembrar que o dia da Consciência Negra, que o dia de luta por políticas públicas de promoção da igualdade racial são todos os dias, porque nós sofremos na pele todos os dias o racismo e não podemos permitir que nossas crianças, nossos futuros pais e mães de família continuem sofrendo o que muitos de nós sofremos, e o que muitos de nós sofreram e lutaram para que nós estivéssemos aqui hoje. A lei de cotas é uma ação afirmativa que permite que negras e negros também tenham oportunidades iguais. Muitas pessoas ainda não entendem o que as políticas de cotas, e o que nós negros passamos para chegar onde chegamos. Que nós possamos ter um momento de homenagens, de representatividade, de reconhecimento a todas e todos vocês que estão aqui conosco. Nós precisamos avançar, não podemos regredir em tudo que conseguimos conquistar. Vila Velha possui atualmente mais de 500 mil em sua maioria negros e negras, por isso reforço aqui a minha fala de resistência”.

O vereador Joel Rangel fez uma reflexão sobre a história da chegada do povo negro no Brasil e sustentou ainda que a luta contra o preconceito deve ser uma tarefa diária de toda a sociedade, assim como a busca pela igualdade e o combate à discriminação.

“Nessa noite, em que celebramos o dia da Consciência Negra, a história de Zumbi dos palmares, maior líder quilombola do país, faço um resgate do nosso período colonial, quando milhares de africanos foram trazidos para o Brasil na condição de escravizados. Essa é uma sessão entre lembrar e esquecer, esquecer as marcas, as chagas a cicatriz social, e as dores, mas lembrar da restituição, da resistência, da coragem renovada, e do engajamento na luta por tudo que deve nos unir. Que este dia seja para lembrar que nossa luta não para por aqui. Que a nossa Casa seja um sinal para a sociedade de Vila Velha, e que sempre que fizermos o uso deste microfone seja sempre na decisão de unir as pessoas e nunca de dividir”.

Em seguida a vice-prefeita da Capital, Capitã Estéfani falou sobre a importância das políticas públicas de promoção da igualdade racial, para a formação de uma sociedade mais justa e igualitária.

“Nós não podemos normalizar a forma com que somos tratadas simplesmente pelas nossas características físicas, nós temos que ter polícias e mecanismo de equidade e de igualdade. As políticas são necessárias mas, mais que políticas iniciais, nós precisamos também de políticas secundárias, para que haja de fato uma igualdade. As cotas em si não são suficientes para a igualdade, mas elas são necessárias, porque sem elas nós permanecemos nesse abismo e não podemos concordar com isso”.

Durante o encontro, a Presidenta do Conselho Municipal dos Direitos da Mulher-COMDIM e Vice Presidente do Conselho de Igualdade Racial Mãe Yara Marina promoveu uma roda de conversa e exibiu vídeos sobre intolerância religiosa, racismo e violência, principalmente contra mulheres pretas.

A solenidade contou também com a participação do jovem João Pedro Santos Pimentel, guia mirim e militante na luta pela promoção da igualdade racial, que recitou um poema sobre a luta do povo negro contra o racismo.

Estiveram presentes à Sessão Solene:Os vereadores Léo Pindoba (AGIR), Jonimar Santos (PSC), a Vice-Prefeita da cidade de Vitória Capitã Estéfani, a Subsecretária de Assistência Social Márcia de Oliveira Barcellos, o Subsecretário de Estado de Trabalho, Emprego e Geração, Odimar Péricles Nascimento, a Presidenta do Conselho Municipal dos Direitos da Mulher-COMDIM e Vice Presidente do Conselho de Igualdade Racial Mãe Yara Marina, a Coordenadora Municipal de Promoção da Igualdade Racial, Leila Cristina Marinho, representando o Conselho Comunitário de Vila Velha Sr. Sidenil

 Na oportunidade, 49 personalidades da comunidade negra foram homenageadas com o Título de Honra ao Mérito, em reconhecimento aos serviços prestados à sociedade canela-verde em defesa dos direitos da população negra e na luta pela promoção da igualdade racial.

 

20 de novembro - Dia Nacional da Consciência Negra

Dia Nacional da Consciência Negra, celebrado em 20 de novembro, foi incluído oficialmente no calendário escolar em 2003, quando a obrigatoriedade do ensino da História e Cultura Afro-Brasileira virou lei. A origem da data carrega o mesmo motivo pelo qual, em 2011, um novo decreto a firmou também como Dia Nacional de Zumbi, líder do Quilombo dos Palmares e ícone da resistência negra no país.

Zumbi dos Palmares foi um dos maiores líderes negros do Brasil, ele lutou pela libertação do povo contra o sistema escravista, com o propósito de ressaltar o protagonismo das pessoas negras. A ocasião é dedicada à reflexão sobre o valor e a contribuição da comunidade negra para o Brasil, dentre outros temas, suscita questões sobre racismo, discriminação, igualdade social, inclusão de negros na sociedade e a valorização da cultura afro-brasileira.

 

Câmara Municipal de Vila Velha

Departamento de Comunicação

Fotos: Débora Benaim

Tel.: (27) 3349-3252

comunicacao@cmvv.es.gov.br

 

 

Atendimento ao Público

De segunda-feira à sexta-feira: De 7h às 19h

E-mail

ouvidoria@vilavelha.es.leg.br

Expediente

De segunda-feira à sexta-feira: De 7h às 19h

Telefone

(27) 3219-6964 / 3349-3232

Endereço

Praça Frei Pedro Palácios, s/n Prainha Vila Velha/ES - CEP: 29100-190

Redes Sociais

  • Ícone do Instagram
  • Ícone do Facebook
  • Ícone do Youtube

Localização

Logo do Site Branco Copyright © Câmara Municipal de Vila Velha. Todos os direitos reservados.

Logo da Ágape Consultoria

Política de Privacidade

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com as condições contidas nela.